para além das paisagens

os olhos dele são como que uma paisagem escondida que só os aventureiros conhecem. e essa paisagem acaba por ser a mais bela, às vezes pelo simples facto de terem tido coragem para a procurar. talvez seja isso que os torna tão bonitos. tão pequeninos. mas tão bonitos. com a Sara foi assim. aventurou-se nos olhos dele sem saber o que podia encontrar. as surpresas podem ser tão boas. o Vasco acabou por não ser só uns olhos bonitos. e aos poucos a Sara foi desenhando mais pormenores naquela que seria a paisagem ideal. os lábios macios e doces. a pele clara. as mãos grandes e os dedos tortos que encaixam perfeitamente nos dela. e os braços que a protegem e seguram quando tem medo de cair. o fascínio pelas pequenas coisas que os dois têm faz com que se entendam tão bem. e quando tudo é bonito e fica bem na fotografia dá vontade de ver mais. de conhecer mais. aqui e ali o Vasco vai-lhe mostrando um mundo novo. ele também gosta de aventuras. e as paisagens são bonitas. tão bonitas. mas existe muito mais para além delas. 

1 comentário:

  1. Adorei! Vim aqui parar por sugestão e fiquei encantada com a tua escrita :)

    ResponderEliminar